Quem, pelo menos, uma vez na vida nunca traiu seu parceiro? Pensar que há homens e mulheres que no decorrer de toda uma vida nunca caíram em tentação é realmente muito difícil… Eu acho quase impossível isso não acontecer

Eu penso que a traição revela a natureza do homem, seus limites e suas fraquezas, trazendo à luz o fosso entre o bem e o mal que está dentro de cada um de nós. Eu acredito, no entanto, que a traição também tem seus lados positivos, em essência, é uma fuga do tédio e da obediência conjugal ou um casal que estiveram juntos por anos. A criatividade, a adrenalina, aquele sentimento de prazer que você experimenta em transgressões não tem descrição possível. É bom de mais o sentimento de prazer que temos ao trair.

Eu, por exemplo, antes de conhecer a meu atual amante, era uma mulher fiel que nunca teria pensado em trair o meu companheiro com um estranho… Eu sempre acreditei que uma vez com a pessoa certa a minha vida seria plena e feliz, eu estava errada! Eu tinha tudo e era e sou tremendamente feliz com o meu marido, no entanto precisava de sentir aquela emoção e as borboletas na barriga.

Tudo aconteceu por acaso, depois de apanhar o autocarro que me levou para casa depois de um dia intenso de trabalho. Seria este o autocarro que me iria apresentar o que viria a ser o meu amante. Trocas de olhares, sorrisos travessos, até chegar ao primeiro “Olá” e de lá, sem entrar em detalhes, fiquei impressionada com o entusiasmo da paixão esquecendo completamente quem eu era. Até aquele dia eu nunca tinha sido infiel e eu não conseguia entender como eu tinha conseguido, então, com o tempo eu percebi que a infidelidade faz parte da natureza humana.

Nunca pensei que fosse sucumbir aos encantos físicos de um desconhecido que ia todos os dias no meu autocarro a caminho de casa. Aliás sempre critiquei imenso quem era infiel. Naquele dia com muita gente apinhada no autocarro fiquei lado a lado com ele e foi ai que tudo mudou na minha vida. Ele não era especialmente bonito, mas tinha um corpo másculo. E sobretudo o que me deu verdadeiramente volta à cabeça foi o cheiro de macho que ele exalava. Atenção não era cheiro a suor …ele cheirava tremendamente bem. Mas naquele dia senti os feromonas que o corpo dele exalou. Não aguentei e fui com ele para a cama.

Ana Fernandes

Ana Fernandes

Chamo-me Ana Fernandes e sou licenciada em Comunicação pela Universidade do Minho em Braga. Adoro animais, viajar , cinema e sou capaz de passar horas a ler a a escrever.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *